Print Page | Close Window

ABS: PITACOS, PALPITES E AFINS

Printed from: Biduzidos Motorcycle Group
Topic URL: http://www.biduzido.com.br/neoforum/topic.asp?TOPIC_ID=1274
Printed on: 22/12/2014

Topic:


Topic author: drpj
Subject: ABS: PITACOS, PALPITES E AFINS
Posted on: 20/12/2009 12:10:22
Message:

Como este assunto sempre gera discussão, vou colocar alguns trechos tirados das avaliações do Tite, no blog dele:

http://motite.blogs.sapo.pt/2009/09/?page=2

Honda XRE 300:

"E ele explicou. É a primeira moto off-road do mundo a usar freio ABS sem opção de desligar. Para conseguir esse objetivo foram necessários dois anos de desenvolvimento entre a Honda Brasil e a matriz no Japão. Certamente já fizeram o produto pensando no mercado europeu.

Para atingir esse nível de evolução do ABS foi preciso trabalhar na velocidade de processamento e da pulsação. O sistema ótico lê a diferença de velocidade da roda e quando tende ao travamento envia um sinal à central eletrônica que redistribui a força aplicada nos pistões do freio. A grande novidade nesse sistema da Honda XRE em relação aos ABS convencionais é que a velocidade de processamento é tão alta que não dá pra sentir nenhuma reação na manete nem no pedal de freio.

No ABS da BMW, por exemplo, quando a roda passa por alguma irregularidade no solo o sistema fica doidão e interpreta como se a roda estivesse sem atrito. Aí manda uma mensagem pro ABS “aliviar” a pressão do freio. Já levei tanto susto por causa disso que hoje só uso o ABS quando está chovendo!

Além do ABS, o sistema conta com o “combined system”. A pinça do freio dianteiro tem três pistões. Quando o motociclista usar apenas o freio traseiro, serão também acionadas dois pistões do freio dianteiro. Se o motociclista usar o freio dianteiro junto são acionadas os três pistões da pastilha dianteira e o pistão único da pastilha traseira. Mas se usar só o freio dianteiro o traseiro não é acionado.

A Honda conseguiu o que parecia um milagre da mecatrônica: criou um ABS que pensa rápido."

http://motite.blogs.sapo.pt/2009/09/?page=1

CB 300:

"Ao contrário do que muita gente divulga, o sistema de freio anti-travamento, ABS surgiu nos trens e não no avião. Imagine a dificuldade que é frear um veículo pesado com um baixíssimo coeficiente de aderência entre as rodas e a pista de rodagem! A necessidade de um sistema que evitasse o travamento fez surgir o ABS no transporte ferroviário.

Em seguida foi a vez da aviação. O grande responsável pela frenagem dos aviões pesados é o sistema chamado de reverso. Mesmo assim, sobra muito trabalho para os freios das rodas no momento de aterrissar e taxiar. Nos dias de chuva ou neve esses freios representavam uma grande chance de derrapagem. Foi só nos anos 80 que a BMW começou a estudar o sistema para carros e motos e lançou comercialmente em motos.

Os primeiros ABS eram grandes e lentos que só funcionavam em piso muito regular. A maior conquista desse sistema veio com a miniaturização dos sistemas eletrônicos e do aumento exponencial da velocidade de processamento dos microprocessadores.

A produção em escala e a simplificação do sistema permitiu o ABS chegar em motos menos sofisticadas e agora, em produtos de baixa cilindrada, produzida aqui mesmo, no Brasil.

Para equipar a CB 300 com ABS foi preciso projetar o disco dianteiro com uma pinça de três pistões e acrescentar o disco no freio traseiro. Agora aqueles malas que falaram “ah, mas que droga a CB 300 saiu com freio traseiro a tambor” terão de engolir o xororô.

Peguei a moto e fui para uma pista asfaltada onde a Honda realiza os testes. Usando as marcações no asfalto como referência fiz várias frenagens a 80 km/h com a CB 300 2010. Depois pedi a CB 300 sem ABS e repeti a experiência. Levei um susto com a “normal” pelo aumento substancial no espaço de frenagem, na ordem de 20%, mas também pela dificuldade em frear sem travar a roda traseira.

No sistema combinado+ABS fiz de tudo para travar a roda traseira sem sucesso. No sistema convencional fiz de tudo para NÃO travar e também foi um fracasso, porque parece que desaprendi a pilotar!!!

Uma das minhas cismas com relação ao ABS da BMW é o efeito de retorno da manete e do pedal quando freamos sobre alguma irregularidade. Fiz essa experiência dezenas de vezes com a CB 300 e a sensação de retorno é tão ínfima que posso afirmar ser mesmo desprezível.

Porém um efeito colateral me preocupa. Em motos não se pode acionar o freio dianteiro no meio da curva porque a moto apresenta a tendência a levantar e seguir reto. Pra isso deve-se usar o freio traseiro nas curvas. Mas no caso do freio combinado ao acionar o freio traseiro o dianteiro também atua. É bem notável a tendência de a moto levantar no meio da curva. Essa característica já me causou um susto porque quase destruí uma BMW em plena rodovia Fernão Dias ao acionar o freio traseiro no meio da curva.

Uma forma de contornar esse efeito é estar previamente esperto e “trazer” a moto com força para o interior da curva enquanto estiver freando. Mas muita gente será pega de surpresa no começo.

A justificativa pelo uso do freio combinado é a falta de preparo dos motociclistas. A maioria usa apenas o freio traseiro porque é assim que os instrutores de moto-escola ensinam. Pior: em SP se um candidato usa o freio dianteiro durante o exame prático para habilitação é reprovado!!!

O sistema de frenagem combinada funciona assim: quando o piloto aciona apenas o freio traseiro entram em ação o pistão único da pinça traseira e um dos três pistões da pinça dianteira. Quando aciona o freio dianteiro e traseiro são comandados os três pistões da pinça dianteira e o pistão traseiro. Mas quando o piloto usa apenas a manete do freio dianteiro não atua no freio traseiro."


Abraços, Paulo.

Ainda endireitamos Lisarb!!???
São Paulo - SP



Replies:


Reply author: Celestino e Marcela
Replied on: 20/12/2009 12:57:49
Message:

Excelente pitaco!!!

Apenas um complemento....não sei se é aplicável nas demais motos, mas na LT, quando a moto atinge certo grau de inclinação (curva, propriamente dita) o sistema ABS combinado é desligado automaticamente, voltando a atuar da forma descrita após o "reposicionamento" da moto.

A forma "combined" dos freios (novamente no caso da LT) atua em qualquer das situações, tanto se acionando o freio dianteiro como o traseiro. A moto decide a proporção correto de distribuição das forças.

Abraços,


http://motociclistas.nafoto.net

http://motranqueiros.zip.net


Reply author: wolfmann
Replied on: 20/12/2009 13:04:13
Message:

rapaz... essa estória de ABS para mim algo tão distante... considerando que aprendi a frear motocicleta nas yamahas, com direito a longo estágio nas RDs, para mim a Fat freia mais do que o suficiente... hehehehehehe

wolfmann

http://wolfmann-hd.blogspot.com



Reply author: Zan
Replied on: 20/12/2009 14:34:47
Message:

Concordo com o Adelino.
Um bom sistema de freios a disco já é uma grande coisa para quem começou com freios a tambor (pequeníssimos) e rezava para a moto parar.

A matéria é interessante e destaco o ponto onde ele comenta a falta de preparo dos motociclistas para usar o sistema.
Quando se pega um veículo diferente, é importante testá-lo sob diversas condições, a fim de aprender cada vez mais e melhor como extrair todas suas possibilidades e conhecer os limites (seus e da moto). Com o ABS não deve ser diferente. Deixar para vê-lo funcionar somente na hora do "vamo vê" é um grande prenúncio de surpresas desagradáveis.

Também me pareceu um pouco tendenciosa em favor da Honda.
Será que o ABS das BMW´s é tão ruim assim, como ele fala?
Aprendi a usar meu ABS e acho excelente no fora de estrada.
Aliás, principalmente no fora de estrada e no molhado. A própria BMW permite que se desligue o ABS na terra, o que sugere que ele não seja tão eficiente em tais condições. S
Se tiver que andar sem ele, também não me incomodo. Com um freio duplo na frente e um simples na traseira (Brembo) imagino ser psicológica, qualquer idéia que impeça a condução de uma moto tão segura, só porque está sem o ABS.

Não dirigi a CB 300, mas espero que o sistema seja melhor que o da minha BMW, afinal já se vão longos 9 anos desde sua produção e espera-se que tenha evoluído.





Keep your eyes on the road

____________________________________________________________________________________________________
HD - 883 STD 2008
BMW R 1150 GS 2000
Scott Racing Expert 2004


____________________________________________________________________________________________Zan ® __


Reply author: manu gomes
Replied on: 20/12/2009 15:39:24
Message:

Essa história de Abs em motos de baixa cilindrada me faz ficar com a sensação que a minha sportster ficou pra traz. Será que a Harley prepara alguma novidade nesse sentido?

Pacato Paulinho


Reply author: Celestino e Marcela
Replied on: 20/12/2009 19:10:52
Message:

Todo sistema que te ajuda em segurança e conforto, com certeza é bem vindo.

ABS é indispensável? De maneira alguma, assim como ar condicionado em automóvel, direção hidráulica, servofreio, trio elétrico, aquecedor, desembaçador e outras "cositas".....mas que é bom, é bom.

Por conta das concessionárias e com a ajuda do Marquinho da Pódium, desde meu acidente com a LT estava com o ABS "deficiente", o que nao me impediu de usufruir plenamente a máquina.

Freio sempre bom e disponível, eficiente tanto no seco como na chuva....mas que funciona de forma mais agradável com o ABS, indiscutível!!!!

Aliás, nunca usei "o cara" a ponto de sentir sua atuação plena....mas vc se sente bem em saber que se precisar pode "alicatar" a criatura com mais vontade.

Quanto aos freios da HD, depois que passei a utilizar pastilhas de boa qualidade, melhoraram absurdamente.....hoje ela está equipada com Carbono Lorraine, excelentes, depois de ter experimentado as EBC, tb muito boas. As originais, comparadas à essas, são péssimas.

Abraços,


http://motociclistas.nafoto.net

http://motranqueiros.zip.net


Reply author: wolfmann
Replied on: 20/12/2009 22:02:03
Message:

pretendo adotar os discos flutuantes quando, e se, vier a trocar o comando de válvulas... não adianta melhorar a performance do motor se não coneguir fazer a moto parar. Para as condições atuais os meus freios (com pastilhas originais semi-metálicas HDs) continuam resolvendo o serviço.

Um problema, apontado pelo Claudio, com o ABS é você trocar de moto com algum colega... quem vem dos freios comuns e pega uma touring sente a diferença na primeira freada, já o dono da touring só sente a diferença na hora em que precisa do ABS e lembra que não tem.... ele quase bateu na minha traseira em um sinal porque deixou para frear mais tarde e a roda traseira da moto que ele estava (tinha trocado com um amigo para ele experimentar a Ultra) travou...

Como disse o Zan, é preciso treinar e saber os limites da motocicleta antes de fazer pequenas estripulias.



wolfmann

http://wolfmann-hd.blogspot.com



Reply author: Celestino e Marcela
Replied on: 21/12/2009 00:13:42
Message:

Não entendi se foi o Cláudio ou o Calico que vc descreveu, mas com o devido respeito à ambos.....isso é inexperiencia.

Não é pelo fato de ter um freio melhor que se deixa para frear "em cima da hora".

Repito que, na minha opinião, o sistema é bem vindo se visto como um item de conforto e segurança acessórios e não como um item à ser explorado continuamente.

Abraços,


http://motociclistas.nafoto.net

http://motranqueiros.zip.net


Reply author: wolfmann
Replied on: 21/12/2009 06:39:19
Message:

foi o Claudio, e concordo contigo. ABS é um equipamento de segurança e como tal deve ser usado somente onde o sistema seja necessário, mas você sabe que quanto mais o piloto se acostuma com os recursos, mais ele sente falta quando não tem.

Na situação que comentei, o Claudio estava querendo "brincar" e, como já se acostumou com o ABS, quase arruma uma "encrenca".

wolfmann

http://wolfmann-hd.blogspot.com



Reply author: Danieldant
Replied on: 21/12/2009 07:49:37
Message:

Frear é uma arte que a minoria (eu incluso) domina. Sempre usei os freios da frente mais do que os de trás, mas não aprendi isto em moto escola nenhuma. Pilotos de motos maiores usam os freios dianteiros, mas os das menores, não sei por quê, usam mais os de trás.

Gostria de ter ABS na gorda, mas não tê-los não é enhum fim do mundo.

Keep the rubber down!


Reply author: wbugno
Replied on: 21/12/2009 22:34:46
Message:

Daniel,

eu também pensava assim até ficar em uma situação de emergência e travar a roda traseira, instintivamente quem dirige o carro mais tempo do que moto mete o pé no freio e isto me custou um chão com a RK, tenho uma Km razoável de moto, mesmo assim posso contar nos dedos as vezes que estive envolvido em situações de emergência e temos o costume de pensar que só por que estamos com uma custom que "anda mais maneiro" é mais difícil de ocorrer e então por conta disto vamos colocando regras de segurança de lado e tudo mais e esqueçemos que **** happens....

Não é o fim do mundo, mas se tiver é bom, não para "explorar" os limites, mas para corrigir uma deficiência, pelo menos eu nunca "treino" frenagens de emergência...

Abrx


Reply author: Celestino e Marcela
Replied on: 22/12/2009 00:14:29
Message:

O que será que o Bungo quis dizer no texto acima???



Abraços,


http://motociclistas.nafoto.net

http://motranqueiros.zip.net


Reply author: Chico.Pintor
Replied on: 22/12/2009 07:15:23
Message:

Que caldo de galinha não faz mal a ninguém



HD V-Rod 08 Black Pearl
Verônica Pérola Negra

Sorocaba - São Paulo


Reply author: Celestino e Marcela
Replied on: 22/12/2009 07:28:46
Message:




http://motociclistas.nafoto.net

http://motranqueiros.zip.net


Reply author: Alfredo
Replied on: 22/12/2009 07:36:27
Message:

Eu acho que, na verdade, o Bugno estava fazendo propaganda da bmw...rssss

Alfredo
Fat+Dyna Custom



Reply author: Genarone
Replied on: 22/12/2009 12:40:08
Message:

Há poucos dias tive uma experiência com a minha EG no corredor da Rodovia dos Bandeirantes, quando um carro tentou mudar de faixa sem dar seta e não conseguiu entrar.

A frenagem foi violenta e tive que controlar as derrapagens da roda traseira, alternando com alicatadas na roda dianteira que também derrapava, porém ligeiramente.
A Electra dançou um bocado e dentro de um corredor isso é ainda mais complicado. Ademais, eu estava com a Juliana na garupa, o que torna mais crítica qualquer oscilação lateral. Tive certeza que acabaria batendo no carro, mas estava lúcido de tudo o que fazia. Não foi mero instinto.
O resultado foi que parei a 1 metro do carro que havia parado entre as faixas.

Percebi claramente que o sistema de freios (flutuantes) funcionou perfeitamente e que a frenagem foi tão boa quanto poderia ter sido. O que ocorre é que minha moto é realmente muito pesada e não seria possível os pneus deterem esse peso em distância menor. Tenho certeza que minha intimidade com a moto na qual percorri vários milhares de quilómetros, foi fator preponderante para que nenhum estrago se produzisse.

Também aprendí a pilotar em motos e motonetas com freios exíguos a tambor, e isso me valeu provavelmente para ter alguma frieza nesta situação.

Acho realmente os ABS um avanço e creio que haverá o dia em que serão ítens comuns, como ocorreu com a partida elétrica, o freio a disco, a ignição eletrônica, a injeção eletrônic, etc... exigindo cada vez menos especialização do piloto.

Será um tempo menos heróico e mais seguro, onde não seremos mais pilotos, porém "condutores"

Motociclista acima da moto. Respeitando a paixão de cada um.


Reply author: wolfmann
Replied on: 22/12/2009 13:24:03
Message:

bons tempos em que se tinha menos juízo e mais coragem para pilotar uma motocicleta.... hehehehehe


Se passarmos a sermos meros condutores vou optar pelo carro. O grande diferencial da motocicleta é usar a habilidade adquirida.

Vejam que não sou contra a tecnologia, a injeção é bem vinda, o ABS também é benvindo e quanto mais tecnologia embarcada mais segura a pilotagem, mas não acredito que chegaremos ao ponto de não interferir no comportamento da motocicleta como acontece na fórmula um pós-Senna onde cada vez mais os pilotos só aparecem quando conseguem fazer uma bobagem nos atuais "carrinhos anti-imbecis" que correm na categoria.

wolfmann

http://wolfmann-hd.blogspot.com



Reply author: michel.murad
Replied on: 22/12/2009 14:51:59
Message:

Assino com o relator Genaro...

Michel C. Murad
HD Fat Boy Prata


Reply author: Celestino e Marcela
Replied on: 22/12/2009 16:53:46
Message:

Reescrevendo meu comentário....

Acho que um bom piloto de motocicleta, assim como um bom motorista de carro sempre farão a diferença, independente da tecnologia.

Digo isso como via de mão dupla, pois veja-se o exemplo citado pelo Wolf de um colega que, mesmo dispondo de tecnologia de ponta em sua moto, fez mesbla e como o Genaro, sem dispor de nenhum auxílio tecnológico, bravamente domou sua máquina.

Muitas vezes o ser humano acha que os benefícios apresentados como alta tecnologia são "frescuras" e o bom harleyro é especialista nisso....vejam voces que ainda somos amantes de carburadores.....tecnologia absurdamente ultrapassada, mas por nós venerada.

A injeção eletronica, o freio ABS e outras tantas tecnologias são itens que vão se incorporar à todos os veículos, sejam eles HD ou não, pois o novo consumidor nao será "tradicionalista" como nós....ele sempre vai querer o que há de melhor.

A tecnologia (seja ela qual for) não vai nos tornar menos útil....nós é que temos que deixar de nos sentir atropelados por ela......tem um conto da vaquinha que o Genaro uma vez me contou que ilustra bem a evolução necessária das coisas.

Não tenho nada contra minha maravilhosa e tradicional HD....adoro pilota-la, sentir aquela tremedeira sem sentido, aquele calor infernal que é hoje facilmente resolvido, gosto de brigar com os freios dela que mesmo após insistentes melhorias continua nao sendo o melhor e outros detalhes ultrapassados e atropelados pelo tempo.

Mas não me cego ao prazer de sentar na minha maravilhosa BMW que nao aquece, que freia maravilhosamente bem com seu ABS, que faz curvas bem acima do meu limite sem precisar de link no chassis.

Muitas vezes ouvimos nossos pais elogiarem aqueles Impala com seus chassis de trilho de trem, com aquela lata toda que nao enferrujava, etc....hoje somos nós defendendo uma moto sem ABS.

A verdade é que estamos ficando saudosos....ou velhinhos.........por isso amamos e sempre vamos amar nossas HDs.

Abraços,


http://motociclistas.nafoto.net

http://motranqueiros.zip.net


Reply author: wolfmann
Replied on: 22/12/2009 17:28:17
Message:

Celestino, concordo contigo, mas eu não defendo uma moto sem abs... pelo contrário. Quanto mais tecnologia melhor. Meu comentário é exatamente sobre a sabedoria que os quilometros nos proporcionam: saber usar os recursos que dispomos da melhor maneira possível.

O ABS deve ser popularizado da forma mais rápida possível, mas os usuários devem ter em mente que esse equipamento ainda é uma raridade e que a maioria das motocicletas ainda usa freio convencional (a disco que já é uma grande evolução em relação aos antigos tambores).

Não ter isso em mente é metade do caminho para um acidente. Imaginem o piloto que acaba de tirar a carteira... passou por aquelas "fantásticas" aulas da moto escola e compra uma CB 300 R. Maravilha! O rapaz (ou moça) está cuidando (e bem) da sua segurança, investindo seu dinheiro em um modelo confiável e seguro.... passam-se seis meses e o nosso calouro já acha que é gente (eu levei seis meses só para acostumar com a Fat, para começar a pilotar realmente foram mais três meses de namoro) e pede emprestada a moto do amigo, e para formar uma hipótese digamos que seja uma Hornet... moto rápida, freia bastante e tem uma ciclística excelente.

Nosso calouro dá uma volta no quarteirão, se assusta com a potência e a rapidez com que a moto faz curva, mas termina a volta são e salvo. Tudo estaria muito bem se ele saltasse da moto, mas o amigo insiste para que ele dê realmente uma volta e não uma simples volta no quarteirão. E lá vai ele... começa a se acostumar (a gente se acostuma muito rápido com o que é bom) e logo já se sente íntimo da Hornet, pensa nela como próxima moto.. e de repente surge a necessidade de uma freada de emergência... trava roda e caí... como gostei do nosso calouro, na queda ele quebra só o braço, mas a Hornet, coitada, é PT.

Provavelmente ele cairia mesmo se não tivesse comprado uma moto com ABS, mas com certeza a falta do ABS a que estava acostumado ajudou no erro da freada. Foi assim com o Claudio, que já tem uma quilometragem grande e controlou a moto mesmo com o susto, e será com qualquer um que não levar em consideração o equipamento que dispõe.

O que acho importante é não se deixar levar pela falsa sensação de segurança que a tecnologia pode trazer.


Não reclamaria de um motor com refrigeração líquida, ABS, acelerador eletrônico e piloto automático na minha Fat, mas não me queixo da falta deles.

wolfmann

http://wolfmann-hd.blogspot.com



Reply author: drpj
Replied on: 22/12/2009 17:33:34
Message:

Pelo que entendi deste compêndio, o sr deseja uma FAT ROD da PORSCHE...

Abraços, Paulo.

Ainda endireitamos Lisarb!!???
São Paulo - SP




Reply author: wbugno
Replied on: 22/12/2009 19:19:39
Message:

O Wolf pegou a essência do que eu queria dizer...

Abrx


Reply author: wolfmann
Replied on: 22/12/2009 23:34:28
Message:

quote:
Originally posted by drpj

Pelo que entendi deste compêndio, o sr deseja uma FAT ROD da PORSCHE...

Abraços, Paulo.

Ainda endireitamos Lisarb!!???
São Paulo - SP













eu não sou preconceituoso e continuo procurando uma companhia para a minha Fat....


eu realmente acho que o projeto do TC podia e devia ser melhorado (e levar o Revolution para um modelo tradicional só iria fazer com que preconceitos fossem superados) e algumas das inovações tecnológicas das touring (acelerador eletrônico, piloto automático e abs) já deviam ter sido incorporadas nas softails.

wolfmann

http://wolfmann-hd.blogspot.com



Reply author: Celestino e Marcela
Replied on: 23/12/2009 00:41:49
Message:

Wolf,

Concordo absolutamente com o que vc falou, mas creio justamente estar na essencia das suas palavras a "diferença" que vc diz que o piloto deixa de fazer se dispuser de recursos tecnológicos.

O bom piloto/motorista tem acima de tudo juízo e a falta dele é o maior causador de acidentes.

Esse Zé Mané que vc citou e que realmente existe, que pega a moto do amigo e sai confiante.....vai cair de Hornet ou de Intruder 125....falta à ele a capacidade de respeitar sua integridade, com ABS ou sem ABS.

Ou seja, por mais que a máquina evolua, em cima dela é que está a verdadeira evolução.

Abraços,


http://motociclistas.nafoto.net

http://motranqueiros.zip.net


Reply author: Mesac
Replied on: 23/12/2009 08:44:54
Message:

Trouxe pra cá:

Gente... sei que não é o lugar, mas preciso da opinião de vcs sobre a tal anteninha corta linha de pipa... Até agora não vi NENHUMA Harley com aquela COISA. Será que nossos retrovisores dão conta???? Estou a ponto de instalar a geringonça. Será????

Um homem feliz


Reply author: drpj
Replied on: 23/12/2009 09:54:21
Message:

Mesac,

Coloque ainda hoje, existem as cromadas e as pretas, modelos retráteis.

Não vale a pena correr este risco, muitos já morreram e vários passaram um sufoco desnecessário.


Abraços, Paulo.

Ainda endireitamos Lisarb!!???
São Paulo - SP




Reply author: Negreiros CWB
Replied on: 23/12/2009 10:21:45
Message:

Aproveite e compre mais algumas calças...





ROBERTO NEGREIROS
FLHRCI - BARBARA
Curitiba




Reply author: Chico.Pintor
Replied on: 23/12/2009 10:35:55
Message:

Mesac dá uma olhada aí, este modelo custa aqui R$60,00















HD V-Rod 08 Black Pearl
Verônica Pérola Negra

Sorocaba - São Paulo


Reply author: Negreiros CWB
Replied on: 23/12/2009 10:50:51
Message:

Chico, você deveria ter feito um filme com a ereção da sua antena...

huahuahua...





ROBERTO NEGREIROS
FLHRCI - BARBARA
Curitiba




Reply author: wolfmann
Replied on: 23/12/2009 11:14:18
Message:

já disse antes, mas vale o replay: coloca um seca suvaco que não vai precisar de antena... hehehehehe


Essa antena é muito feia... no dia em que encontrar uma antena que fique do tamanho da haste do espelho quando estiver recolhida, eu colocarei a antena.

Sei que a passagem pela periferia das cidades é apreensiva por conta das pipas, mas não dá para colocar esse "chifre" na menina sem levar em conta a estética.... a minha Fat é suja, mas é bonitinha... hehehehehehe

wolfmann

http://wolfmann-hd.blogspot.com



Reply author: Danieldant
Replied on: 23/12/2009 11:21:09
Message:

Não sou contra inovações tecnológicas, nem sou um purista, mas com relação a inovações em HDs tenho algumas ressalvas. A primeira delas é que determinadas características devem ser mantidas, sob pena da moto perder a característica que a torna única, como por exemplo a mudança no projeto do motor que, apesar das inovações técnicas recebidas ao longo do ano, mantém alguns detalhes arcaicos que mantiveram sua identidade HD. Ou o fato de nem os piscas de nossas motos serem feitos de plástico.
Apesar das injetadas não apresentarem o pocotó característico das carburadas, ele está lá, embaixo do elevado RPM da lenta das EFI. Já se acha soluções para se conseguir esta lenta característica, claro que não tão baixo como os das carburadas (se compromete ou não o motor é assunto para outro tópico).
Abraçarmos determinadas inovações tecnológicas sem critério, nos expõe ao risco de acabarmos com uma HD com cara de Boulevard 1500. HD que não vibra e tem várias peças plásticas para ficarem mais leves, por exemplo?? Não tenho nada contra a V-Rod, mas considero ela o exemplo do que estou tentando explicar. Se fosse para ter uma moto com as características dela, certamente iria para outra marca. ABS, acelerador eletrônico e coisas do tipo, não seriam problemas para mim (apesar da desconfiança com relação ao acelerador eletrônico), pois não alteram a essência da moto.
A segunda restrição é que, hoje, tudo é muito descartável. De relacionamento a eletrodomésticos, tudo é muito descartável. Um carro hoje “atualiza” seu modelo em menos de 5 anos. Um eletrodoméstico dura uns dois anos. Um casamento, não raro atualmente, dura menos. Eu sou um cara que não gosta das coisas descartáveis e preza a simplicidade. Para mim, a HD representa isso. É uma moto simples, de mecânica robusta e descomplicada e durável. Apesar de não ser contra injeção, sinto pela perda da simplicidade de um carbura. Basta dar uma olhada nos tópicos sobre EFI para se ter uma idéia do que estou falando.
Quanto ao relato do Genaro, faço minha as palavras dele. Já passei por situação idêntica e Tb aprendi com motos de freio a tambor. Em fim, essa é uma característica (defeito na opinião de alguns) das motos custom e nisso o ABS só vem a melhorar. Segurar aquela bundona que teima em querer te ultrapassar quando se exige do freio de trás, é fogo! kkk

Keep the rubber down!


Reply author: Mesac
Replied on: 23/12/2009 11:27:18
Message:

quote:
Originally posted by Chico.Pintor

Mesac dá uma olhada aí, este modelo custa aqui R$60,00















HD V-Rod 08 Black Pearl
Verônica Pérola Negra

Sorocaba - São Paulo




Já fui olhar...ainda n encontrei o seu modelo, mas tem outros "interessantes". O jeito que vc instalou ficou mais discreto fechado. Legal Obrigado

Um homem feliz


Reply author: Mesac
Replied on: 23/12/2009 11:31:57
Message:

quote:
Originally posted by wolfmann

já disse antes, mas vale o replay: coloca um seca suvaco que não vai precisar de antena... hehehehehe


Essa antena é muito feia... no dia em que encontrar uma antena que fique do tamanho da haste do espelho quando estiver recolhida, eu colocarei a antena.

Sei que a passagem pela periferia das cidades é apreensiva por conta das pipas, mas não dá para colocar esse "chifre" na menina sem levar em conta a estética.... a minha Fat é suja, mas é bonitinha... hehehehehehe

wolfmann

http://wolfmann-hd.blogspot.com






Pior é que concordo contigop, mas....não tem jeito, vou passar por trocentas periferias nestas férias. Botarei chifre na Garvina. ela que me perdoe.

abraços


Ah. O Silvestre te mandou um abraço!!!

Um homem feliz


Reply author: Chico.Pintor
Replied on: 23/12/2009 12:14:47
Message:

Eu acho bem vindo as atualizações, adoro coisas antigas e de design antigo, vide meus caros e porque não as motos que tive e tenho, mas embora seja legal, um veículo antigo tem muitas limitações, agora alguns exemplos do novo antigo vindos dos automóveis



















HD V-Rod 08 Black Pearl
Verônica Pérola Negra

Sorocaba - São Paulo


Reply author: Chico.Pintor
Replied on: 23/12/2009 12:24:26
Message:

quote:
Originally posted by Danieldant

Não sou contra inovações tecnológicas, nem sou um purista, mas com relação a inovações em HDs tenho algumas ressalvas. A primeira delas é que determinadas características devem ser mantidas, sob pena da moto perder a característica que a torna única, como por exemplo a mudança no projeto do motor que, apesar das inovações técnicas recebidas ao longo do ano, mantém alguns detalhes arcaicos que mantiveram sua identidade HD. Ou o fato de nem os piscas de nossas motos serem feitos de plástico.
Apesar das injetadas não apresentarem o pocotó característico das carburadas, ele está lá, embaixo do elevado RPM da lenta das EFI. Já se acha soluções para se conseguir esta lenta característica, claro que não tão baixo como os das carburadas (se compromete ou não o motor é assunto para outro tópico).
Abraçarmos determinadas inovações tecnológicas sem critério, nos expõe ao risco de acabarmos com uma HD com cara de Boulevard 1500. HD que não vibra e tem várias peças plásticas para ficarem mais leves, por exemplo?? Não tenho nada contra a V-Rod, mas considero ela o exemplo do que estou tentando explicar. Se fosse para ter uma moto com as características dela, certamente iria para outra marca. ABS, acelerador eletrônico e coisas do tipo, não seriam problemas para mim (apesar da desconfiança com relação ao acelerador eletrônico), pois não alteram a essência da moto.
A segunda restrição é que, hoje, tudo é muito descartável. De relacionamento a eletrodomésticos, tudo é muito descartável. Um carro hoje “atualiza” seu modelo em menos de 5 anos. Um eletrodoméstico dura uns dois anos. Um casamento, não raro atualmente, dura menos. Eu sou um cara que não gosta das coisas descartáveis e preza a simplicidade. Para mim, a HD representa isso. É uma moto simples, de mecânica robusta e descomplicada e durável. Apesar de não ser contra injeção, sinto pela perda da simplicidade de um carbura. Basta dar uma olhada nos tópicos sobre EFI para se ter uma idéia do que estou falando.
Quanto ao relato do Genaro, faço minha as palavras dele. Já passei por situação idêntica e Tb aprendi com motos de freio a tambor. Em fim, essa é uma característica (defeito na opinião de alguns) das motos custom e nisso o ABS só vem a melhorar. Segurar aquela bundona que teima em querer te ultrapassar quando se exige do freio de trás, é fogo! kkk

Keep the rubber down!



Que moto seria essa?
Com características mais próximas só vejo a V-Max e a Big King e olha lá.
Considero a V-Rod um caso único do mercado sem similares, e pelo que tenho percebido in loco, sucesso total de aprovação. Pelo menos na minha cara só recebi elogios, muito acima de qq outra moto por onde tenho passado.
Abx.



HD V-Rod 08 Black Pearl
Verônica Pérola Negra

Sorocaba - São Paulo


Reply author: Danieldant
Replied on: 23/12/2009 14:09:44
Message:

Chico, justamente! A V-Max seria minha primeira opção! Volto a ressaltar que n tenho nada contra a V-Rod, só que HD que eu quero não é desse jeito.

Opção pessoal, saca? Assim como o que escrevi acima.

Keep the rubber down!


Reply author: Chico.Pintor
Replied on: 23/12/2009 14:46:54
Message:

entrei no Moto.com e pesquisei os preços das motos e estão sendo vendidas entre

V-Max 1700 2009 R$100.000,00 - R$127.000,00
B-King 1300 2009 R$ 67.000,00 - R$ 70.000,00 (preço mais parecido com a V-Rod, mas com maior depreciação)

Mas ainda considero os estilos diferentes da V-Rod pela posição de pilotagem e porte, mas semelhantes por serem a proposta mais Dragster em suas marcas.



HD V-Rod 08 Black Pearl
Verônica Pérola Negra

Sorocaba - São Paulo


Reply author: Celestino e Marcela
Replied on: 23/12/2009 17:16:44
Message:

Gostei dos carros....

Chico, e aquele Alfa???

Abraços,


http://motociclistas.nafoto.net

http://motranqueiros.zip.net


Reply author: Chico.Pintor
Replied on: 23/12/2009 18:11:20
Message:

Está a venda na loja de um amigo,
Alfa Romeo TI4 1881/1982 Km 73.400 R$20.000,00











Restaurado, pintura nova na cor original, radio toca-fitas original funcionando, falantes novos, ar condicionado funcionando com mangueiras novas e revisado todo o sistema, pneus novos, motor revisado, escapamento novo, tapete de carpete feito na cor do carpete do carro, etc.



HD V-Rod 08 Black Pearl
Verônica Pérola Negra

Sorocaba - São Paulo


Reply author: Celestino e Marcela
Replied on: 24/12/2009 08:25:56
Message:

Verdadeira jóia!!!!

Abraços,


http://motociclistas.nafoto.net

http://motranqueiros.zip.net


Reply author: Negreiros CWB
Replied on: 24/12/2009 09:08:48
Message:

4 carburas...

Mas o carro é mesmo lindo!



ROBERTO NEGREIROS
FLHRCI - BARBARA
Curitiba




Reply author: Negreiros CWB
Replied on: 24/12/2009 09:11:38
Message:

Paixão do Negreirildos (depois da Barbara...)!






ROBERTO NEGREIROS
FLHRCI - BARBARA
Curitiba




Biduzidos Motorcycle Group : http://www.biduzido.com.br/neoforum/

© Motociclistas acima da moto ! Respeitando a paixão de cada um ...

Close Window